Na edição passada do LITERARTE-SP falamos dos bichinhos de estimação, tão comuns no mundo inteiro, o cãozinho, o gato, o papagaio…

Ficamos de voltar ao assunto e aqui estamos, para evidenciarmos em linhas gerais, as exigências para adoção de um animalzinho.

As regras e penalidades para se adotar um cãozinho, por exemplo, são muito rígidas principalmente por abandono e maus tratos. Vão de advertência a prisão.

Perder um bichinho num evento ou na rua. Eles são levados para o canil e aí vem uma multa inicial de 20 euros, mais oito euros por dia de recolhimento, carecendo destacar que a guarda pública neste caso é de até cinco dias.

Depois outras providências são tomadas pelas autoridades competentes.

A falta de controle sobre o cão gera multa de 100 euros e se esse valor não for pago no local, vai para o tribunal distrital e a multa pode chegar a 2500 euros ou prisão de seus donos por três meses. O latido constante do cão é uma Dessas falhas do dono e portanto, multa de 100 euros.

No próximo LIT-SP a conclusão deste tópico e depois gratas novidades, para todos nós que fazemos esta folha e para os seus amigos e assinantes.

Amiguinhos de estimação – parte 2